Ao som das músicas dos anos 80 e 90, carregando a energia

Pauta: Ao som das músicas dos anos 80 e 90, carregando a energia de John Travolta, Beatles e Madonna, com roupas típicas coloridas, polainas e bodys, a aula de BARRE JAZZ chega para sacudir o mundo fitness.

Com movimentos de dança, agregados aos princípios do pilates, a aula chega ao Brasil pelas mãos da Audrea Lara, profissional de educação física pioneira na modalidade por aqui.

“A aula trabalha principalmente o sistema cardiovascular, a metabolização da gordura corporal, em uma aula intensa movimentos de quadril e cintura escapular feitos de maneira muito segura. A principal diferença para o jazz convencional é que a aula trabalha com a conexão púbis/esterno, que é o aprofundamento do abdômen e o aumento dos espaços intervertebrais, por isso sem sobrecarga na lombar, como no Pilates e com queima calórica 750 calorias por aula – bem a mais do que o jazz convencional”, diz Audrea.

Com muito dinamismo e diversão, o BARRE JAZZ fortalece, melhora a mobilidade articular coxo femoral e da cintura escapular com rotações que mantém a a estrutura da caixa toraccica e as mobilidades corporais com apoio dos pés no solo e movimentos em formato de 8. “É isso que deixa a modalidade muito mais segura, sem riscos de danos nenhum para as articulações, ossos e coluna”, completa a profissional.




WhatsApp chat